The link was sent to your email.

We were unable send the link to your email. Please check your email.

Missing captcha code. Please check whether your browser is not blocking reCAPTCHA.

Invalid captcha code. Please try again.

Online Help

GEO5

Tree
Settings
Product:
Program:
Language:

Capacidade de Suporte em Subsolo Drenado

É possível selecionar uma das seguintes abordagens para obter a capacidade de suporte da fundação, para o subsolo em condições drenadas:

  • análise padrão
  • de acordo com CSN 73 1001 "Základová pùda pod plošnými základy" aprovado em 8.6. 1987
  • de acordo com a Norma Poláca PN-81 B - 03020 "Grunty budowiane, Posudowienie bezpošrednie budowli, Obliczenia statyczne i projekktowanie" de 1982
  • de acordo com a Norma Indiana IS:6403-1981 "Code of Practice for Determination of Bearing Capacity of Shallow Foundations" de 1981
  • de acordo com EC 7-1 (EN 1997-1:2003) "Design of geotechnical structures - Part 1: General rules"
  • de acordo com NCMA Segmental retaining walls manual, second edition
  • de acordo com a Norma Chinesa GB 50007-2002
  • de acordo com a Norma Russa SNiP 2.02.01-83 (SP22.13330.2016)
  • de acordo com a Norma Dinamarquesa DS/EN 1997-1 DK NA:2013

Todas as abordagens (com exceção da Norma Alemã DIN 4017 e da Norma Espanhola CTE DB SE-C) englobam os coeficientes de Brinch - Hansen (ver análise padrão) de modo a considerar superfícies de terreno e bases de fundações inclinadas.

Condições drenadas do solo abaixo da fundação durante a construção, contribuem para deformações de cisalhamento e volumétricas. Neste caso, a resistência do solo é assumida em termos de valores efetivos para o ângulo de atrito interno φef e para a coesão cef. Também é assumida uma tensão efetiva no solo igual à tensão total (estado consolidado). Os parâmetros efetivos φef, cef representam o pico dos parâmetros de resistência.

Uma vez que as condições drenadas dependem de vários fatores (valor da carga, permeabilidade do solo, grau de saturação e grau de sobreconsolidação), o projetista é o responsável por decidir, dependendo do problema em análise, se os parâmetros efetivos devem ser utilizados.

Durante a análise sísmica, o programa executa o cálculo da capacidade de suporte para ambos os casos - considerando, e não considerando, os efeitos sísmicos. A capacidade de suporte resultante é a inferior destes dois valores.

Try GEO5 software yourself.
For free, without analysis restrictions.