The link was sent to your email.

We were unable send the link to your email. Please check your email.

Missing captcha code. Please check whether your browser is not blocking reCAPTCHA.

Invalid captcha code. Please try again.

Online Help

GEO5

Tree
Settings
Product:
Program:
Language:

Capacidade de Suporte em Subsolo Não Drenado

É possível selecionar uma das seguintes abordagens para obter a capacidade de suporte da fundação, para o subsolo em condições não drenadas:

  • análise padrão
  • de acordo com CSN 73 1001 "Základová pùda pod plošnými základy" aprovado em 8.6. 1987
  • de acordo com a Norma Indiana IS:6403-1981 "Code of Practice for Determination of Bearing Capacity of Shallow Foundations" de 1981
  • de acordo com EC 7-1 (EN 1997-1:2003) "Design of geotechnical structures - Part 1: General rules"
  • de acordo com a Norma Dinamarquesa DS/EN 1997-1 DK NA:2013
  • de acordo com a Norma Espanhola CTE DB SE-C
  • de acordo com a Norma NZ B1/VM4

Os coeficientes de Brinch - Hansen são utilizados para considerar a inclinação da base da fundação (com exceção da Norma Espanhola CTE DB SE-C; ver análise padrão).

Para o caso de condições não drenadas, assume-se que durante a construção a fundação sofre um assentamento instantâneo, juntamento com deformações de cisalhamento do solo, na ausência de alterações volumétricas. Após a construção da estrutura estar completa, o solo sofre consolidação primária e secundária, juntamente com alterações volumétricas. A influência da pressão neutra é considerada na redução da resistência do solo. A resistência do solo é apresentada em termos de valores totais para o ângulo de atrito interno φu e para a coesão cu (estes parâmetros podem ser considerados como parâmetros mínimos). Dependendo do grau de consolidação do solo, o valor do ângulo de atrito interno total φu está compreendido entre 0 e φef, a coesão total cu é superior a cef. Devido ao facto de as condições não drenadas dependerem de vários fatores (valor da carga, permeabilidade do solo, grau de saturação e grau de sobreconsolidação), o projetista é o responsável por decidir, dependendo do problema em análise, se os parâmetros efetivos devem ser utilizados. No entanto, os parâmetros totais são, normalmente, utilizados para solos finos granulados.

Try GEO5 software yourself.
Download Free Demoversion.