The link was sent to your email.

We were unable send the link to your email. Please check your email.

Missing captcha code. Please check whether your browser is not blocking reCAPTCHA.

Invalid captcha code. Please try again.

Online Help

GEO5

Tree
Settings
Product:
Program:
Language:

Capacidade de Suporte Vertical - Método de Mola

O módulo do programa "Estaca - método de mola" faz parte do programa "Estaca". Este módulo permite calcular a capacidade de suporte vertical em subsolos por camadas. Esta análise fornece a curva carga-assentamento, as distribuição das forças e os deslocamentos desenvolvidos ao longo da estaca.

A principal vantagem deste módulo é a possibilidade de definir os parâmetros do solo em que a estaca está inserida - o usuário deve especificar o ângulo de atrito interno, coesão, peso volúmico e módulo de deformação do solo.

O procedimento do módulo "Estaca - método de mola" baseia-se num método semi-analítico. A resposta do solo em que a estaca está inserida consiste na solução de subsolos por camadas como generalização do modelo de Winkler-Pasternak. Assume-se uma resposta elasto-plástica rígida de cisalhamento ao longo da interface estaca-solo, de acordo com o critério de rotura de Mohr-Coulomb. A tensão normal atuante na estaca é determinada a partir da tensão geostática e da pressão do solo (mistura de concreto) em repouso.

A influência do nível freático na vizinhança da estaca é considerada na capacidade de suporte ao cisalhamento da superfície da estaca e na profundidade da zona de influência abaixo do esporão da estaca.

Se a estaca atingir um subsolo incompressível, o método de mola não pode ser utilizado.

O assentamento da estaca também pode ser influenciado pelo assentamento do terreno envolvente. O assentamento do solo pode contribuir para a redução da capacidade de suporte da estaca. O assentamento da estaca aumenta sem se verificar um aumento de carga. Este fenómeno é modelado no programa através do atrito superficial negativo.

A análise também pode considerar a influência do processo tecnológico da execução da estaca na rigidez da fundação da estaca.

O procedimento consiste em vários passos:

  1. Durante a análise, a estaca é subdividida em segmentos. A subdivisão em segmentos está relacionada com a condição de o rácio entre o segmento da estaca e o seu diâmetro deve ser aproximadamente 2.5. O número mínimo de segmentos é 10.
  2. Cada segmento é caracterizado por uma mola. A rigidez da mola serve para modelar a resistência ao cisalhamento da superfície e a rigidez do solo abaixo do esporão da estaca.
  3. Para cada segmento, é determinado o valor limite da força de cisalhamento Tlim transmitida pela superfície.
  4. A estaca é carregada, na sua extremidade superior, por incrementos da carga vertical. Para cada incremento de carga, é determinado o valor da força da mola de cada segmento. No entanto, o valor limite do atrito superficial Tlim não pode ser excedido. Para um certo carregamento, todas as molas deixarão de ser capazes de aumentar a sua força e, para um aumento de carga adicional, a estaca fica apoiada apenas na base. A mola não tem qualquer restrição para a força transmitida.
  5. Como resultado, a análise fornece a curva carga-assentamento, as forças desenvolvidas na estaca e o gráfico da variação do cisalhamento em função da deformação de um certo local.

Try GEO5 software yourself.
Download Free Demoversion.