The link was sent to your email.

We were unable send the link to your email. Please check your email.

Missing captcha code. Please check whether your browser is not blocking reCAPTCHA.

Invalid captcha code. Please try again.

Online Help

GEO5

Tree
Settings
Product:
Program:
Language:

Método de Modelação Recomendado

A resolução de problemas geotécnicos através do método dos elementos finitos é relativamente complexa. Ainda assim, a maioria dos usuários procura analisar a totalidade de estruturas complexas desde o início - encontrar as causas de possíveis perdas de convergência pode tornar-se difícil. Assim, recomendamos o método seguinte:

1) Definir a topologia total da figura

2) Assumir uma resposta elástica dos solos e elementos de contato (utilizar modelos lineares)

3) Gerar uma malha grosseira

4) Definir todas as etapas de cálculo

5) Realizar a análise de todas as etapas de cálculo (é suficiente iniciar a análise da última etapa de construção - a análise das etapas anteriores é executada automaticamente).

6) Avaliar o desenvolvimento da análise

Se a análise falhar, o modelo computacional não está definido corretamente - ex.: as vigas possuem demasiadas rótulas internas resultando numa estrutura cinematicamente indeterminada, os suportes não estão ligados à estrutura de forma correta, etc. O programa contém vários métodos de verificação para avisar o usuário acerca de possíveis erros na definição do modelo. No entanto, alguns erros não podem ser identificados antes da execução da análise.

Se todas as etapas foram analisadas corretamente, é recomendável que o usuário verifique os deslocamentos resultantes e, desta forma, também a objetividade dos parâmetros dos solos e da rigidez da estrutura considerados. De notar que a utilização de modelos não lineares conduz sempre a deslocamentos resultantes superiores em comparação com respostas puramente elásticas - se os deslocamentos elásticos se verificarem excessivamente elevados, deve-se ajustar o modelo computacional antes de adotar um dos modelos plásticos disponíveis.

Se a análise for bem sucedida e os deslocamentos forem razoáveis, é possível continuar da seguinte forma:

7) Substituir os modelos lineares por modelos plásticos adequados (Mohr-Coulomb, Drucker-Prager)

8) Executar a análise e avaliar os resultados de acordo com o passo 6

9) Adicionar elementos de contato não lineares

10) Executar a análise e avaliar os resultados de acordo com o passo 6

11) Refinar e ajustar a malha de elementos finitos e executar a análise final.

Embora este método aparente ser complicado, pode evitar a necessidade de tempo despendido em busca das causas das falhas (perda de convergência) da análise de problemas complexos.

Try GEO5 software yourself.
Download Free Demoversion.