The link was sent to your email.

We were unable send the link to your email. Please check your email.

Missing captcha code. Please check whether your browser is not blocking reCAPTCHA.

Invalid captcha code. Please try again.

Online Help

GEO5

Tree
Settings
Product:
Program:
Language:

Pressão Mínima para Dimensionamento

Na determinação da distribuição de empuxos, é difícil quantificar efeitos individuais. Esta situação leva a incertezas na determinação da distribuição do diagrama de pressões. No dimensionamento, deve ser considerada a pior situação, de forma a garantir a segurança da estrutura. Por exemplo, no caso de estruturas reforçadas em solos coesivos, ao utilizar valores razoáveis para os parâmetros do solo, é possível verificar a existência de esforços de tração na parte superior da estrutura - ver figura. No entanto, estes esforços de tração não podem ser exercidos na estrutura de contenção (consequência da separação do solo devido às tecnologias da construção, isolamento e camada drenante). Para favorecer a segurança no dimensionamento da estrutura, particularmente nas regiões abaixo da superfície do terreno, onde os esforços de tração se desenvolvem durante a computação de empuxos ativos, o programa permite acionar a opção "Pressão mínima para dimensionamento" durante a análise.

Para determinar a pressão mínima de dimensionamento, o programa define, para as camadas de solos coesivos, um valor alternativo para o coeficiente de empuxo ativo de Ka = 0.2. Assim, assegura-se que o valor do coeficiente de empuxo ativo computado não diminui mais do que 20% abaixo da pressão vertical (Ka ≥ 0.2) - ver figura. A aplicação da pressão mínima para dimensionamento assume, por exemplo, a possibilidade de aumentar a pressão lateral devido ao preenchimento de juntas atrás da estrutura de contenção com águas pluviais. Se a opção de pressão mínima para dimensionamento não for acionada, o programa assume a tensão de corte (Ka ≥ 0.0).

Pressão mínima para dimensionamento

Try GEO5 software yourself.
For free, without analysis restrictions.