The link was sent to your email.

We were unable send the link to your email. Please check your email.

Missing captcha code. Please check whether your browser is not blocking reCAPTCHA.

Invalid captcha code. Please try again.

Online Help

GEO5

Tree
Settings
Product:
Program:
Language:

Modelo Cam-Clay Generalizado (GCC)

Este modelo representa uma melhoria considerável do modelo Cam-Clay Modificado (MCC), particularmente para modelar solos no domínio super-crítico (ver Figura), onde a superfície de rotura é definida de acordo com os modelos clássicos: Mohr-Coulomb, Drucker-Prager e Mohr-Coulomb Modificado. Ao contrário do modelo de Cam-Clay Modificado (linha a tracejado), o modelo GCC define, de forma semelhante ao modelo MMC, um triângulo arredondado no plano de desvio. O modelo MCC define um círculo, de forma semelhante ao modelo de Drucker-Prager. Num domínio sub-crítico, ambos os modelos assumem um comportamento semelhante. O modelo GCC apenas está disponível quando as opções avançadas do programa estão selecionadas. A descrição do modelo está presente na secção "Implementação numérica dos modelos de MCC e de GCC".

Projeção da superfície de cedência dos modelos MCC e GCC nos planos meridial e de desvio

Os parâmetros materiais necessários para o modelo Cam-Clay Generalizado são idênticos aos necessários para os modelos de MCC e de MMC:

κ

-

inclinação da linha de dilatação

λ

-

inclinação da linha normal de consolidação (NCL)

e0

-

índice de vazios inicial

OCR

-

índice de consolidação

c

-

coesão

φ

ângulo de atrito interno

φcv

ângulo de atrito interno a volume constante [-]

ν

coeficiente de Poisson

Os parâmetros κ e λ podem ser estimados a partir das expressões seguintes:

onde:

Cc

-

índice de compressão unidimensional

Cs

-

índice de dilatação unidimensional

Estes parâmetros são obtidos a partir de um ensaio edométrico simples.

De forma semelhante ao modelo de MCC, a formulação do modelo de GCC baseia-se na relação entre o índice de vazios (deformação volumétrica) e a tensão média efetiva, conforme mostra a Figura. Ambos os gráficos estão relacionados da seguinte forma:

Resposta do material durante compressão isotrópica (modelo constitutivo)

A evolução da superfície de cedência (endurecimento/suavização) é ditada pela pressão de pré-consolidação pc:

onde:

-

pressão de pré-consolidação

-

aumento da deformação volumétrica plástica

Try GEO5 software yourself.
Download Free Demoversion.