The link was sent to your email.

We were unable send the link to your email. Please check your email.

Missing captcha code. Please check whether your browser is not blocking reCAPTCHA.

Invalid captcha code. Please try again.

Online Help

GEO5

Tree
Settings
Product:
Program:
Language:

Capacidade de Suporte Horizontal da Fundação

A capacidade de suporte horizontal da fundação é verificada, de acordo com a teoria dos estados limite, através da seguinte inequação:

ou, através do fator de segurança:

onde:

onde:

ψd

-

ângulo de atrito entre a fundação e o solo

ad

-

coesão entre a fundação e o solo

Aef

-

área efetiva da fundação

Spd

-

resistência do solo

Hx,Hy

-

componentes horizontais da força

Q

-

força vertical extrema de dimensionamento

γRH

-

coeficiente da capacidade de suporte horizontal da fundação (inserir na secção "Sapata")

SF

-

fator de segurança

Ao adotar a metodologia de análise de proposta no EN 1997, a coesão (ad* Aef) é excluída da análise em condições drenadas, enquanto que a fricção entre a fundação e o solo (Q*tanψd) é excluída para condições não drenadas.

A análise depende do ângulo de atrito interno de dimensionamento abaixo da base da fundação φd, o valor de dimensionamento para a coesão abaixo da base da fundação cd e o valor de dimensionamento da resistência do solo Spd. Se o ângulo de atrito interno e a coesão solo-fundação forem inferiores aos valores do solo existente abaixo da base da fundação, é necessário utilizar esses valores.

A resistência do solo é assumida conforme demonstrado pela figura:

Resistência do solo

A resistência do solo Spd é obtida através da redução do empuxo de terra passivo, ou do empuxo de terra em repouso, aplicando a influência dos seguintes coeficientes:

onde:

Sp

-

empuxo de terra passivo, empuxo de terra em repouso ou empuxo de terra reduzido

γmR

-

coeficiente de redução do empuxo de terra (inserir na secção "Sapata") - na análise de acordo com CSN, assume-se o valor γmR = 1.5 para o empuxo passivo e γmR = 1.3 para o empuxo em repouso

Os coeficientes dos empuxos de terra são obtidos através das seguintes fórmulas:

para empuxo passivo:

para empuxo em repouso em solos drenados:

para empuxo em repouso em outros solos:

Ao determinar o empuxo passivo reduzido, a força resultante inclui as contribuições devido ao empuxo passivo e empuxo em repouso.

O empuxo passivo pode ser considerado caso a deformação necessária para tal não provoque tensões ou deformações superiores aos limites impostos para a superestrutura.

Try GEO5 software yourself.
Download Free Demoversion.